Sensibilidade ou Frieza

espelho-thumb-800x1196-14779a1.jpg

É comum ouvirmos queixas de pessoas sensíveis, por sofrerem demais.

Geralmente os conselhos que se ouvem, inclusive em livros de autoajuda, são de que deveriam ser menos sensíveis para não sofrer tanto. A grande maioria aconselha a frieza para evitar o sofrimento.

Mas é esta sensibilidade que nos permite apreciar as boas coisas da vida. Apreciar a beleza interior de nossos filhos e companheiros, a suavidade dos tons de uma flor, o seu cheiro. Levantar de manhã, olhar o Sol e se sentir revigorado. Ver um filme e se emocionar com a história. Apreciar uma obra de arte, a natureza. Toda a sutileza e as maiores belezas da vida nos são apresentadas através de nossa sensibilidade, da nossa capacidade de sentir os detalhes mais importantes que fazem toda a diferença na beleza das coisas.

É exatamente esta sensibilidade que nos traz o amor pelas pessoas, pela família e pela vida. É ela que dá todo o colorido à nossa existência.

Não há como ser frio com uma pessoa, ser frio em um relacionamento sem perder todo o resto. Fazer isso é morrer um pouco, é tentar regredir na escala da evolução.

As pessoas não conseguem se tornar menos sensíveis, pois ninguém involui. Conseguem apenas reprimir os sentimentos, gerar mais doenças e acumular mais energia reprimida em seu homem ou mulher interior. E isto terá o efeito inverso, pois esta energia reprimida desencadeará paixões mais intensas. É como acumular água em uma represa até que ele rompa e cause o estrago.

Esta repressão à sensibilidade é o caminho errado, pois não é a sensibilidade que faz as pessoas sofrerem.

O que causa o sofrimento é o apego por aquilo que se pensa amar.

Em vez de tentar se tornar mais frio, é preciso eliminar o apego. E este apego não tem nada a ver com o amor. Ninguém sofre por amar demais, porque o amor é puro e desapegado.

Na verdade todo este sofrimento é causado pelas pessoas que não amam, que se apegam ao outro pelo prazer proporcionado.

Nossa mente racional funciona na base do medo, na tentativa de garantir para o futuro tudo que nos faz bem.

Podemos estar tendo uma vida feliz. Se algo novo nos trouxer mais prazer e felicidade, vamos querer garantir este prazer e esta felicidade nos dias futuros. E agora já nos sentiremos infelizes se isto não for possível.

Isto é o apego, a luta constante do nosso Ego para garantir tudo aquilo que nos fez feliz um dia.

Quanto mais você for reprimido, mais forte será este apego, a repressão é uma negação ao seu prazer e o apego é exatamente a tentativa de garantir mais prazer no futuro. A repressão alimenta o apego.

Pessoas reprimidas e infelizes são as maiores vítimas das paixões, pois são as mais carentes de prazer.

Então, em vez de tentar se tornar mais frio, procure ser mais leve, mais feliz, procure se amar mais. Você terá mais prazer e consequentemente menos apego as outras coisas que te trazem prazer. Aí sim você poderá ser sensível, sentimental, aproveitar a vida em todas as sua cores, e não sofrer.

Comece se amando, é inicio desta jornada de felicidade.

Prama Shanti
dia 7 da Lua Espectral
no Anel da Semente Cristal
08-05-2018

Participe de nossos workshops, 
acelere a sua transformação de consciência,
seja mais Feliz e faça a diferença no mundo !

Para ver informações e depoimentos sobre nossos workshops,
clique nos links abaixo:

Prama Shanti: atendimento em São Paulo:

  • consultoria e aconselhamento;
  • atendimentos individuais com técnicas energéticas:
  • coerência cardíaca, respiração, meditação budista tradicional,
  • Tri-EB (reprocessamento da informação por estímulos bilaterais),
  • Reiki, imã-toque, cura prânica, cura quântica,
  • “Respiração dos 7 Chacras”,
  • alinhamento e energização dos chacras.

Agende uma palestra gratuita em sua instituição.
Informações: pramashanti@gmail.com. 

Uma consideração sobre “Sensibilidade ou Frieza”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s