Felicidade

14 (8) 600

Todos querem ser felizes, mas o que nos traz felicidade ?

Ter a consciência tranquila e fazer atividades que nos deem prazer ?

Ter a consciência tranquila significa tranquilidade com relação ao passado, ao presente e ao futuro, pois nossa consciência é temporal.

Tranquilidade com relação ao passado refere-se às nossas culpas e mágoas. As duas são âncoras que nos prendem ao passado. Somente o perdão e o autoperdão nos libertam destas amarras.

Tranquilidade no presente é estarmos fazendo aquilo que gostamos, estarmos em uma situação feliz, sem obrigações. Não estar preso ou obrigado a compromissos que não gostaríamos de ter.

Com relação ao futuro, estar tranquilo significa não ter ansiedades. Nossas preocupações com o nosso futuro e daqueles que amamos, gera ansiedade. Mas lembre-se que você não pode garantir nem o seu futuro e muito menos o dos outros. Para ter esta tranquilidade, você precisa realmente acreditar em seu Deus, no Universo, na sua força superior. O seu futuro você constrói no agora. Mas esta construção não é adquirindo bens, é sendo feliz.

A única garantia de futuro que você pode ter é acreditar em seu Deus, e que ele vai lhe proporcionar o futuro que você merece. Nenhum bem que você adquira vai mudar isto. Então relaxe, entregue seu futuro ao seu Deus.

No final das contas, tudo isto é liberdade.

Liberte-se do passado perdoando a si mesmo e aos outros, comece uma nova história a partir de agora, exclua da sua vida todos que não lhe fazem bem e entregue seu futuro a Deus.

Pratique isso, seja livre, seja leve, e liberte-se de todas as amarras.

Saboreie cada momento como se fosse o último, porque sua única certeza é a de que vai morrer !

Para entender a vida, você precisa aceitar a morte.

Aceitar a morte é olhar o rosto de Deus, encará-lo, amá-lo e dizer um até breve.

Seja livre, leve e solto, e viva cada instante desta fantástica aventura que é a vida.

Cada instante é único e não se repete, então aproveite, comece agora !

através de Prama Shanti

Anúncios

Aumbandhã e a Manifestação dos Seres Dimensionais

4117635342447245625000201444285624

Os seres de dimensões superiores à sua podem se comunicar ou se manifestar de várias formas, desde a simples inspiração, intuição, sugestão até a incorporação, em vários níveis.

Como informamos antes, os chacras são os suportes da consciência neste Universo.  Quando falamos em consciência aqui, não estamos nos referindo à consciência que vocês conhecem, mas aos vários tipos de consciência do Universo.

A comunicação entre os seres de dimensão mais elevada e seres de dimensões diferentes se processa através dos chacras.

Vocês estão na quarta dimensão, tem a consciência do tempo e já perderam os três chacras inferiores. Sua consciência mais latente está no quarto chacra universal, ou primeiro chacra humano. Nos chacras superiores sua consciência é mais sutil, as informações que vocês recebem pelos chacras mais superiores não se tornam conscientes, mas meras sugestões, intuições ou inspirações.

Um ser da nona dimensão, por exemplo, conseguiria apenas lhe passar uma leve inspiração sobre um assunto. Um ser da quinta ou sexta dimensão conseguiria lhe passar sugestões claras e até incorporar em seu corpo físico, em um ambiente propício.

Artistas com elevada sensibilidade, costumam receber inspirações de seres extremamente sutis, através do chacra coronário. São as suas musas inspiradoras. Estes seres por sua condição possuem um senso de beleza extremamente alto e inspiram obras sublimes.

Intelectuais com sensibilidade aguçada também recebem por intuição suas ideias de seres elevados.

Esta comunicação se dá através das formas pensamentos que são criadas por todos os seres e circulam cada uma na dimensão em que são criadas. Os chacras são os receptores e emissores destes pensamentos. Em verdade, conforme a sua vibração você pode abrir seus chacras receptores de dimensões mais altas e aguçar sua sensibilidade para ter alguma forma de consciência das formas pensamento captadas.

Com muita frequência os seres de dimensão superior comunicam-se através de seres de dimensões mais baixas, que atuam como intermediários. Quanto mais abertura e sensibilidade tiver um médium, maior será a possibilidade de receber informações de seres de dimensões mais altas.

Médiuns iniciantes geralmente começam recebendo sugestões de seres da quinta dimensão, através do quinto chacra universal, ou segundo chacra humano (Swadhistana). Esta é a comunicação mais forte que podemos fazer com um humano, sem uma incorporação real.

Para trabalhos mais marcantes, de cura ou para uma comunicação mais clara, utiliza-se a incorporação.  Mas a incorporação de seres de dimensão superior à quinta vai se tornando cada vez mais difícil e até inviável, conforme a dimensão em que estejam. Isto porque eles não possuem mais os chacras inferiores necessários à comunicação com vocês.

A incorporação é feita através da ancoragem dos chacras do ser manifesto com o receptor. Para que o incorporador possua domínio sobre o corpo físico do incorporado, é necessário ancorar o segundo chacra humano e dirigir energias ao primeiro. É claro que também é possível controlar um corpo humano indiretamente através de um controle mental induzido por chacras superiores. Quando há o domínio total do corpo, através do segundo chacra humano, geralmente o receptor fica inconsciente.

Uma das religiões mais antigas da humanidade, a Aumbandhã classificou os seres dimensionalmente e criou linhas de atuação e procedimentos específicos para cada linha, organizando a comunicação interdimensional. Esta religião foi largamente utilizada pelas raças anteriores e foi reintroduzida nos tempos atuais por decisão dos conselhos superiores, para que volte a ser a religião da humanidade e estabeleça canais precisos de comunicação.

Foi introduzida no Brasil com o nome de Umbanda, de uma forma extremamente livre, adotando vários sincretismos e variações e tornou-se extremamente popular. Já há algum tempo está se processando uma reorganização e ordenamento da Umbanda, de forma a levá-la suavemente ao formato original.

Aqui cada dimensão recebe nome de um orixá e os seres de cada dimensão compõe uma linha.

As linhas possuem suas falanges, subfalanges e exus, que descrevem o tipo de atuação dos seres daquela dimensão.

através de Prama Shanti

Terapia Antiga Tradicional

4jhvbjmn 800

Esta Terapia é uma ciência ancestral que não olha apenas a doença física, mas busca e trata a sua origem nos corpos mais sutis. E um ser mais denso não consegue observar um ser menos denso, no modo em que é necessário.

Este Terapeuta precisa estar conectado a sua essência. O caminho de reconexão com a essência passa pela desconstrução da personalidade. O terapeuta só poderá atender com ética se estiver desprovido de suas personas, se houver abandonado suas máscaras sociais e agir apenas através da sua essência.

Neste estado poderá desdobrar-se, ascender pelos corpos menos densos e perscrutar cada corpo do assistido sem entrar em ressonância com este, subir como observador sentindo todas as disfunções energéticas, até a essência do observado, e obter dela a permissão de tratamento.

Precisamos estar em contato com a essência do atendido e respeitar suas vontades e seu caminho.

A prática terapêutica é um ato sagrado. Não há como o terapeuta estar conectado à sua essência sem desfazer-se do ego e dos desejos.

Quando existe um terapeuta, não existe nem homem, nem mulher, e nenhum desejo a ser satisfeito. Nem mesmo o desejo de curar o atendido. No ato da Terapia, o Terapeuta deve ser apenas o realizador do ato, sem desejos nem ansiedades. Nesta hora não há um humano atuando, apenas um Ser.

Desta forma, atuando em conformidade com a essência do atendido, podemos curar a doença.

Mas a doença que pode ser curada desta forma é apenas uma conseqüência da falta de sincronia entre os desejos do ego e os desejos da essência. Não podemos dar o peixe sem ensinar a pescar.

É preciso introduzir a meditação como o próprio centro da terapia, pois esta é a forma mais fácil de proporcionar a reconexão com a essência, evitando novas doenças. Desse modo teremos feito da terapia algo realmente valioso.

É preciso dar ao atendido, sua individualidade de volta. Devolver a ele a sua infância e inocência, a sua integridade para que nunca mais tema a morte. E uma vez que o medo da morte desapareça, todos os outros medos irão simplesmente desaparecer.

Esta é a verdadeira Cura.

através de Prama Shanti

Meditação Budista Tradicional

DSC_6290-800

Budha dizia que era um homem comum como todos os outros, e que qualquer um poderia chegar aonde ele chegou através da meditação. Deixou para a humanidade este legado: um sistema de meditação que permite alcançar à iluminação.

Inicialmente praticado na Índia, este sistema acabou se perdendo e caindo em desuso. Na antiga Birmânia (hoje Myanmar) esta tradição foi recuperada por U Ba Khin, e em 1969 foi reintroduzida na Índia por S N Goenka.

Nestes 2.500 anos esta tradição foi preservada pelos monges budistas Theravada, e meu primeiro contato com ela, foi no Sri Lanka através de meu Mestre, o monge Sri Walpola Kalyanatissa – “Guardião das Relíquias de Budha”.

Budha nos deixou duas práticas meditativas: Samatha e Vipassana.

Em pali, Samatha significa tranqüilidade, calma ou serenidade. Em inglês é conhecida como Tranquillity Meditation ou meditação da tranqüilidade. Esta é a pratica de meditação mais difundida no mundo atual. Através dela pode-se alcançar estados de consciência caracterizados por um alto grau de tranqüilidade e quietude mental. Isto é obtido concentrando-se a atenção progressivamente sobre um estímulo mental ou físico. Simplesmente isso !

Através da concentração progressiva sobre um objeto específico, que pode ser a própria respiração, entra-se em um estado de absorção mental (jhãna). Este estado é sentido como um progressivo desligamento dos sentidos sensoriais e a suspensão do modo racional e verbal da mente. Alcança-se um estado de natureza holística de grande beleza.

O que alcançamos aqui é o quarto estado da consciência, você não estará desperto, nem dormindo, nem sonhando, mas em um estado alterado de consciência, conforme a terminologia psicológica.

Embora esta experiência esteja sujeita as leis da impermanência, isto é, o estado alterado de consciência seja passageiro, se praticado diariamente produz grandes benefícios na vida do indivíduo. O estado de absorção da Samatha não leva a uma transcendência permanente, não produz o estado de iluminação, pois é apenas mais um estado de consciência, que cessa ao final da pratica.

Vipassana em pali significa literalmente “visão clara ou limpa”, que nos permite ver exatamente como as coisas são. Também é conhecida como meditação da extrema atenção, ou Insight Meditation, em inglês.

Aqui utilizamos a meditação Samatha como porta de entrada. Não aconselho que se atinjam graus elevados de concentração Samatha, porque corremos o risco de nos perder neste estado e não ir adiante. O ideal é chegar apenas a um estado em que nossa mente não sofra mais nenhuma distração do meio ambiente.

Chegando nesta etapa, começamos a pratica da impermanência. Vamos compreender seu real significado, simplesmente nos concentrando com extrema atenção em cada processo sensorial ou mental que surja. Aqui nos tornamos o observador de nós mesmos, fixando com extrema atenção cada detalhe percebido, até que desapareça.

Vamos compreender que tudo é impermanente, tudo cessa, tudo desaparece, inclusive nós. O que experienciamos aqui não é nenhum estado alterado de consciência, pois estamos extremamente conscientes. Aqui vivenciamos estados cada vez mais aguçados de consciência, e isto é uma aquisição permanente de nosso ser. Depois disso, nunca mais seremos o mesmos !

Cada nova experiência Vipassana é um novo mergulho no éter da existência, no Todo. E a cada retorno, nos reconhecemos novamente e passamos cada vez mais a olhar o mundo como ele realmente é. Os véus vão sendo sistematicamente derrubados …

Este é o presente que um homem simples nos deixou, em sua eterna lição de humildade.

Gratidão Budha !

através de Prama Shanti

Desejos

02 800

É normal ter desejos, mas existem os desejos de seu Ser Superior e os desejos do teu Ego Terreno.

É claro que precisamos do nosso Ego, não podemos combatê-lo. Todo combate interior é danoso, tira nossa harmonia e nos afasta de nosso caminho.

Precisamos satisfazer nosso Ego e ao mesmo tempo elevá-lo. É o nosso Ego que cuida do nosso bem estar material, mas ele é totalmente ignorante a respeito da forma correta de fazê-lo.

Nosso Eu Superior conhece a forma correta, guarda dentro de si a lembrança da conexão com o Todo, com a nossa origem. Sabe que basta uma conexão profunda, uma harmonização com o Todo, para criar as realidades necessárias para que o caminho de nossa realização se materialize.

Muitas vezes os desejos de nosso Ego não são os melhores para a nossa realização. Todos nós temos o poder de nos desviar de nosso caminho, e certamente iremos sofrer a consequência disto. Não significando que trilhar o caminho certo seja um mar de rosas, com certeza existirão passagens difíceis, mas elas nos levarão ao destino certo.

Desviar-se do caminho significa construir uma nova trilha cheia de acontecimentos inesperados, que podem ser bons ou ruins. A única certeza é que haverá um ponto em que precisaremos retornar ao caminho original, e este retorno é sempre difícil.

Você pode brincar um pouco, se divertir, mas pode fazer tudo isto se mantendo no caminho, cuidando para que seus ouvidos não sejam tampados à sua voz interior e mantendo a sua conexão.

Você não precisa ser um carrancudo sério e antipático. Na verdade precisa ser leve, alegre e fluir com as ondas do Universo.

O melhor dos mundos é quando conseguimos elevar o nosso Ego e fazê-lo trabalhar em harmonia com o nosso Ser Superior. Através desta harmonia passaremos a ter desejos legítimos e o Universo irá conspirar ao nosso favor.

A manifestação mais clara do nosso Ego são os seus desejos. Libere-os e conheça-se através deles. Medite sobre seus desejos analise-os e veja onde eles estarão lhe levando. Pense sobre as possibilidades que serão criadas pela satisfação destes desejos. Viva intensamente cada um deles dentro de sua mente, sem freios, sem censuras. Permita-se isso, abra-se para eles por mais estranhos que pareçam. Com isto você poderá satisfazer um pouco seu Ego e reposicioná-lo. Poderá ver as possibilidades e as consequências e decidir o caminho.

Este exercício lhe permitirá ir lentamente sincronizando seu Ego com seu Eu interior. Algumas coisas não precisam ser realizadas em sua vida. Sua vida é feita com a mesma matéria dos sonhos, e para vivenciar um desejo também utilizamos a matéria dos sonhos. No futuro você poderão realmente criar e ver cada uma das realidades que serão criadas pelos seus atos. Este exercício é uma amostra do que vocês farão em um futuro próximo.

Quanto mais sincronizado seu Ego estiver com seu Eu interior, mais facilmente seus desejos serão transformados em realidades. Você passará a remar no sentido da correnteza. Tudo irá fluir com facilidade. Você surfará com leveza sobre as ondas do destino.

Seja Feliz !

através de Pramashanti

A Posse nos Relacionamentos

a 4301460921440_176553695_n

Muitos de vocês confundem posse como demonstração de amor.

Parece-lhes lógico querer para si tudo que amam, garantir o amor para o futuro !

É como um lindo pássaro em uma gaiola, se você acha o pássaro muito bonito, acha natural tê-lo sempre a sua disposição para ver e escutar o seu canto. Mas já parou para pensar na felicidade do pássaro ?

Mesmo que não se preocupe com a felicidade do pássaro. Você está realmente sendo feliz em tê-lo a sua disposição ? Você não está livre, não está vivendo plenamente este momento porque precisa se preocupar em manter a gaiola. Sua felicidade depende da gaiola, se a gaiola não existir e o pássaro se for, você será infeliz. Será infeliz e nunca terá sido realmente feliz, porque sua felicidade estará sempre projetada no futuro. Terá ficado sempre preocupado em manter a gaiola, sem nunca ter tido tempo de admirar verdadeiramente aquele pássaro.

Amar verdadeiramente uma pessoa é amá-la na sua essência, na sua manifestação, é ficar feliz ao vê-la feliz e também estar livre para sentir o amor. A felicidade só é possível com a liberdade, a liberdade de se manifestar e de sentir. Amar e querer o outro sempre ao seu lado não é amar ao outro, mas apenas querer garantir este amor para o futuro. Não estará nem conseguindo amar verdadeiramente, estará apenas mantendo sua posse.

Está querendo apenas satisfazer o seu ego sem se preocupar com a felicidade do outro. Amar é amar a felicidade do outro, porque só assim poderá observá-lo em sua manifestação plena.

Este é o amor incondicional, é amar porque amar faz bem a si mesmo, saber disto e se contentar com isto, sem querer aprisionar o objeto do seu amor.  É ter a liberdade de sentir o amor agora sem se preocupar com o amanhã. É celebrar este momento. O contrário é como colher uma flor que achou bonita e vê-la secar em suas mãos.

Esta tentativa de garantir o outro ao seu lado é a insegurança com relação ao futuro, que é incutida em suas mentes desde que nascem.

É natural que ajam assim, foram condicionados a isto, foram programados por este sistema desde que nasceram. Mas não é o melhor, porque isto leva ao sofrimento. Esta ansiedade com relação ao futuro é o grande mal de sua sociedade, vocês não vivem, apenas passam o tempo.

Vocês vivem pelo futuro e esquecem de viver o agora. Vivem com medo, querendo acumular tudo que gostam para o dia de amanhã.

Mas o amor não se armazena. O amor se cultiva a cada dia.
O amor não se guarda, o amor se consome no agora.
O amor só se manifesta na liberdade !

O amor é o grande dilema da sua sociedade, porque ele desafia a lógica do seu sistema. Não se enquadra nela porque não pode ser armazenado para o futuro, precisa ser consumido instantaneamente, precisa ser celebrado. É por isso que sua sociedade não tem amor. Vocês não vivem o presente, não enxergam o amor de agora, e não podem guardá-lo para amanhã !

Vocês continuam querendo garantir a posse do amor. Pensam que se não agirem assim estarão abrindo mão do amor. Acham que isto não é amor. Onde já se viu amar alguém, deixá-la livre, e correr o risco dela se apaixonar por outro !

Vocês podem cercar o objeto de seu amor, vigiar e controlar. Talvez até consigam manter esta pessoa sempre ao seu lado. Seu ego vai ficar muito feliz, você terá realmente conquistado a posse do bem que ama e poderá ostentá-la ao outros para que vejam o seu sucesso. Mas isto é amor ? O que você tem ao seu lado ? A que custo você mantém a sua posse ?

Você está apenas acumulando sofrimento. Nenhum dos dois está vivendo sua plenitude. Estão apenas passando o tempo juntos. O que os une é apenas o medo do futuro. É apenas a ansiedade. Vivem por um futuro medíocre igual ao seu presente medíocre. São dois mendigos na porta do Paraíso !

através de Prama Shanti

(sobre a autoria …)

Prama Shanti: atendimento em São Paulo:

  • consultoria e aconselhamento;
  • atendimentos individuais com técnicas energéticas:
  • coerência cardíaca, respiração,
  • Tri-EB (reprocessamento da informação por estímulos bilaterais),
  • reiki, imã-toque, cura prânica, cura quântica.

Agende uma palestra gratuita em sua instituição.
Informações: pramashanti@gmail.com. 

Tantra – arte espiritual e ciência

b5f9b4848e_P400

A energia sexual é a força criativa da vida no Universo.

Aumentando o fluxo desta energia em nosso corpo,
vivenciamos um aumento do poder de cura,
prazer, vitalidade, intuição, exuberância e criatividade.

Mas o nosso condicionamento mental impede que
a energia sexual flua pelos canais adequados.

Podemos mudar isto utilizando algumas técnicas simples,
que podem transformar a energia sexual
no combustível para despertar e expandir a nossa consciência.

Esta é a arte espiritual e a ciência do Tantra.

Prama Shanti

Prama Shanti: atendimento em São Paulo:

  • consultoria e aconselhamento;
  • atendimentos individuais com técnicas energéticas:
  • coerência cardíaca, respiração,
  • Tri-EB (reprocessamento da informação por estímulos bilaterais),
  • reiki, imã-toque, cura prânica, cura quântica.

Agende uma palestra gratuita em sua instituição.
Informações: pramashanti@gmail.com. 

A Ascensão da Kundalini

IMG_19009277881468-702x300

A subida da Kundalini é bloqueada por três nós.

O primeiro nó se encontra no primeiro chacra – Muladhara, próximo ao início da coluna vertebral. É o nó da Samsara, ligado ao corpo físico, e ao mundo das formas e dos desejos.

É a primeira barreira, onde precisamos vencer nossas paixões primitivas de posse e domínio. Nosso primeiro aprendizado para iniciar o caminho do Mestre. O verdadeiro Mestre não é aquele que domina seus desejos, mas aquele que não tem mais os desejos. Galgar este primeiro degrau é abolir os conflitos internos pela transmutação dos desejos e nos libertar do mundo das formas.

O segundo nó se situa no chacra do coração – Anahata. É o nó da Karuna, ligado ao corpo astral, às emoções, da compaixão e do desejo de ajudar a todos.

Aqui precisamos ter a maestria do coração, eliminar os apegos, compreender a natureza do amor e vivenciar o amor incondicional, onde nos libertamos finalmente dos condicionamentos que a sociedade nos impôs. É a nossa segunda grande transmutação. A libertação do mundo das emoções.

O terceiro nó se situa na terceira visão, no sexto chacra – Ajña.  É o nó do esclarecimento, do corpo causal, dos pensamentos, idéias, visões e intuições.

Neste ponto vamos transmutar nosso pensamento, entender que nossa mente racional não é mais suficiente, que agora vamos pensar com os sentimentos e isto só pode ser feito em outra dimensão de nossa mente.

Aqui nos libertamos do mundo racional. É a grande prova onde enxergamos o mundo como ele realmente é. Neste estágio muitos são vistos como loucos. Por este motivo, em países mais adiantados espiritualmente como a índia, os loucos são respeitados e cuidados. Esta “loucura” quando ocorre, não é permanente e cessa após algum tempo.

Aqui os Tatvas se fundem em sua fonte, os nadis Ida e Pingala se encontram e se desintegram. É a fusão do Sol e da Lua, das duas energias, onde as limitações de tempo desaparecem e passamos a enxergar as relações de causa e efeito. O tempo se torna visível, enxergamos passado e futuro, e os últimos apegos que obstruem a subida da kundalini desaparecem abrindo seu caminho ao sétimo chacra.

Com a chegada da kundalini a sua última morada material, o ser se eleva além do quinto elemento – Akasha. Cai o último véu e o Todo se torna visível !

através de Prama Shanti
(sobre a autoria …)


* Participe de nossos workshops, 
   acelere a sua transformação de consciência,
   seja mais Feliz e faça a diferença no mundo !

Prama Shanti: atendimento em São Paulo:

  • consultoria e aconselhamento;
  • atendimentos individuais com técnicas energéticas:
  • coerência cardíaca, respiração, meditação budista tradicional,
  • Tri-EB (reprocessamento da informação por estímulos bilaterais),
  • Reiki, imã-toque, cura prânica, cura quântica,
  • “Respiração dos 7 Chacras”,
  • alinhamento e energização dos chacras.

Agende uma palestra gratuita em sua instituição.
Informações: pramashanti@gmail.com. 

Homens e Mulheres: sexualidade invertida ou uma nova Era ?

casal 4 (19) 500

Vocês estão em uma época de grandes transformações, tanto sociais, como em seus corpos.

Seus corpos físicos são a condensação de seus corpos energéticos ou sutis. Desta forma sua matriz energética já foi modificada e pouco a pouco esta nova estrutura vai refletindo em seus corpos mais densos.

A modificação de que falamos ainda não chegou aos seus corpos físicos, levará algumas centenas de anos para que isto ocorra. Mas já está chegando aos seus corpos emocionais.

A ausência de polaridade de sua centelha divina, que se manifesta nos corpos mais sutis está descendo e irá aos poucos chegar aos corpos mais densos, mas isto levará muitos séculos.

Na medida em que a ausência de polaridade vai se propagando, a diferença emocional entre os sexos vai desaparecendo.

Isto foi sentido inicialmente pelas mulheres, por serem mais sensíveis. Os movimentos feministas das décadas passadas foram a manifestação disto. O inconsciente coletivo feminino sentiu esta tendência. As mulheres saíram de casa, ingressaram no mercado de trabalho, começaram a fumar, adquiriram hábitos masculinos. Muitas mulheres perderam-se nesta busca, pois abandonaram a identidade feminina e adotaram padrões masculinos, ficando sem identidade.

O inconsciente coletivo masculino, menos sensível captou esta tendência décadas mais tarde. Muitos homens abandonaram o padrão competitivo e tornaram-se mais sensíveis. Foi marcante o aumento do sentimento de maternidade, que mudou a paternidade masculina. A grande maioria dos homens começou a enxergar seus filhos de maneira mais dócil e amável e passaram a participar mais da educação dos filhos. Também ficaram mais sensíveis às condições do planeta e iniciaram os movimentos ecológicos, ao lado das mulheres.

Estas mudanças foram muitas vezes vistas como uma inversão dos papéis sexuais, ou como falta de masculinidade ou de feminilidade, mas na verdade é apenas a adequação aos padrões da nova era.

As mulheres e os homens serão mais próximos, mais amigos e companheiros e pensarão de maneira semelhante. A diferença de raciocínio entre os gêneros vai desaparecer.

Vocês vivem em uma época transformadora com uma nova definição da sexualidade, não é uma inversão de papéis e também não é ainda o fim da diferenciação de gênero.

Mas é uma época de expressão total de suas potencialidades. Independente do sexo, todos poderão expressar sua parte masculina e feminina.

Uma época em que os homens não terão vergonha de expressar seu lado feminino sem deixar de lado sua virilidade e as mulheres saberão expressar o lado masculino e se manterem femininas.

Uma época em que os dois gêneros saberão se expressar na sua totalidade homem-mulher de cada um, onde serão iguais mantendo a diferenciação funcional sexual.

Homens e mulheres manterão sua capacidade reprodutiva e seus atributos de sensualidade que criam a atração entre os gêneros, mas os sentimentos e os pensamentos serão os mesmos.

Pelos padrões atuais isto pode parecer inconcebível, e para sua constituição atual até impossível.

Mas todos estes padrões serão modificados e homens e mulheres terão pouquíssimas diferenças e poderão conviver em uma harmonia sem precedentes, todos os padrões de vocês serão revistos.

através de Prama Shanti

Meus Relacionamentos Comigo e o meu Amor Incondicional

12 (8) 500,

Pode parecer estranho falar em nossos relacionamentos internos, mas nosso eu possui várias facetas, temos várias vozes dentro de nós, muitas vezes pedindo por coisas opostas.

E apesar destes conflitos, muitas vezes não nos damos a atenção necessária. Passamos por cima de apelos que vem de nossa parte mais sutil e nos atropelamos nas decisões. Violentamos-nos internamente e seguimos adiante …

Tudo isto tem um preço que não é pequeno, este preço é a nossa felicidade. Quando conseguimos parar e dar um basta neste frenesi louco do dia a dia moderno. Quando sentimos o nosso Eu e não encontramos a felicidade, mas apenas uma coleção de desejos efêmeros que conseguimos realizar, vemos que faltou muita coisa …

Acabamos por nos dar conta que não estamos realmente felizes, não estamos nos perdoando e não estamos dando a nós mesmos as oportunidades que merecemos. Não estamos nos amando !

Somos muitos em um, e todos merecem ser ouvidos.

Como falamos em outras vezes, o cérebro é um fantástico processador de formas pensamento.

Vocês possuem vários corpos e cada um deles possui uma parte de sua mente, sua mente é espalhada pelo espaço, em várias dimensões. Mesmo no seu espaço tridimensional de matéria, a sua mente está em cada célula, em cada elétron e também no espaço à sua volta.

Simplificando tudo isto, podemos dizer que vocês possuem uma mente racional e uma mente superior. Sua mente racional processa suas próprias formas pensamento e as que são atraídas por ressonância.

Assim, seu pensamento racional é o resultado de um enorme condomínio de formas pensamento e do condicionamento social a que você foi submetido desde que chegou à terra. Estas formas pensamento formam uma assembléia pouco democrática, onde quem grita mais alto tem mais influência.

Sua mente superior é o seu verdadeiro Eu, que tem conhecimento de todas as suas vidas passadas, programou sua vida atual, e é quem sabe o que você realmente necessita. Mas você raramente a escuta, porque acredita mais em seu raciocínio do que em seus sentimentos, que é o canal de acesso à mente superior.

Escute o seu interior, escute cada voz, sinta e decida com sabedoria.
Você é mais do que estas duas mentes, você é o Todo atuando e construindo uma nova consciência universal. Você é as suas decisões !

Quando falamos em sentimentos, falamos em sentimentos profundos e não dos desejos produzidos pelo seu Ego. Quando falamos em sentir, não falamos em sentir seus desejos, mas seus sentimentos profundos. Não falamos em seguir suas paixões, mas em seguir seus amores.

Falamos de amor e sentimento que é onde está a verdadeira sabedoria.

É importante se ouvir internamente, ouvir suas vozes de sabedoria, saber se perdoar, sentir amor incondicional por si próprio. Ame-se e não se cobre !

Ninguém pode dar o que não tem, você não vai amar ninguém verdadeiramente se não amar a si próprio.

Então, ame-se incondicionalmente, sem apegos, sem cobranças, sem culpas e sem condições, de forma livre, leve e solta.

Solte-se, sinta-se e permita-se ser Feliz !

através de Prama Shanti