Medo e Apego

apego 28988750208470_n600

O medo nos prende a matéria, às posses, aos bens materiais e nos faz olhar para baixo.

O medo é o fruto da nossa ignorância, da descrença.  Apequena-nos e nos tira da condição de Deuses que somos.

Como sair disso ?

O primeiro passo é você acreditar que é feito “a imagem e semelhança de Deus”, ou seja, você é Deus. O Universo é apenas consciência, que é fruto do movimento do éter, e vocês são seres altamente evoluídos.  Possuem a capacidade de condensar energias e criar as suas realidades.

Acreditar nisto faz você olhar para cima. Apenas isto já vai lhe fazer bem.
Olhar para cima lembra ao seu ser a condição de Deus e lhe eleva ao futuro.
Olhar para baixo lhe prende à terceira dimensão, ao passado.
Faça esta simples experiência, relaxe, sinta o seu eu interior e olha para cima por um tempo e depois repita olhando baixo. Este simples gesto ativa diferentes áreas de seu cérebro que mudam o seu padrão.

Quando não estiver bem, lembre-se disso e olhe para cima, para o Sol, para o Céu, para as estrelas, para a sua origem. Você é um Deus, um Ser estelar.

O primeiro passo é acreditar em você.

O segundo é saber que embora todos sejam Um, cada Um tem o seu caminho. Cada um precisa passar pelas experiências necessárias ao próprio desenvolvimento. E você não tem o poder de modificar o caminho de outro Deus como você. Não tem o poder e não pode !

Então, tire os outros de seus problemas.  Primeiro porque você não é o responsável pelo caminho dos outros. Segundo porque independente de você e de sua condição, eles vão passar por todas as experiências que necessitam passar. E em terceiro, porque se você não estiver bem os que lhe amam não ficarão bem. Na sua falta os que dependem de você teriam uma vida bem diferente, talvez até bem melhor, ou pior. Mas isto faz parte da caminhada deles. E você também não é eterno, por mais que faça poderá não estar aqui amanhã.  Você não consegue e não deve garantir a vida dos outros.

Este é o segundo passo, pensar apenas na sua jornada.
Neste ponto, cada um tem a sua individualidade.

Agora a terceira parte: entender que o dinheiro não lhe garante nada além do medo de perdê-lo.

Imagine seu pior cenário, a pior coisa que poderá lhe acontecer. Viva este cenário, mas sem os preconceitos atuais. Seja isento, desapegue-se e olhe como seria. Acabaria na sarjeta como um mendigo ? É uma situação extrema, você não chegaria a isto porque outros processos entrariam em cena. Mas tudo bem, vamos ao pior e improvável cenário.

Qual é a pior coisa em ser mendigo ?

Morrer de fome ? Ninguém morre de fome em uma cidade.

Não ter amigos ? Se você ficar sem amigos por isto, é porque já não os tinha. Se tiver amigos não chegará a este ponto e ficará conhecendo uma nova realidade com relação a eles.

Ficará com vergonha ?   Vergonha de quem ?   Se for de seus amigos você verá que este sentimento será transmutado por uma profunda fraternidade. Se for de seus inimigos, você verá que eles não lhe interessam e que você está finalmente desligado deles. Mas no fundo, a vergonha vem da vaidade, do sentimento de superioridade. Este sentimento lhe isola e lhe deixa solitário.  Quando você transmutar este sentimento, verá finalmente que somos todos um e nunca mais se sentira sozinho.

Se você tiver consciência, ser mendigo será uma profunda libertação. Mas neste caso você só será mendigo por opção. O problema de ser mendigo não é ser mendigo, é não ter consciência. Esta é a única pobreza que existe.

Outra coisa, nada lhe garante o dia de amanhã. Tudo que você possui hoje pode não existir amanhã: suas posses, sua saúde e sua vida podem desaparecer a qualquer momento.

Entenda que o dinheiro não é garantia de nada e a falta dele poderia inclusive lhe trazer experiências interessantes.

Este é o terceiro passo, desapegar-se do dinheiro, das posses. Perder o medo de ficar sem eles. Inclusive porque eles não são seus. Apenas estão com você agora.

Sabemos que é difícil, porque quando começamos a perdê-lo nos apegamos mais a ele, temos mais medo e ele parece fugir cada vez mais depressa. Tudo isto é causado pelo medo e pelo apego.

O segredo é você romper este círculo vicioso. Pare, relaxe e desapegue. Seja leve e confie.

Quando você olhar realmente para cima e acreditar em você sem medos, receberá tudo que você necessita, com facilidade e da maneira perfeita !

Assim é !

através de Pramashanti

 (No início do texto, abaixo do título, há uma opção para você deixar seu comentário, perguntas ou sugestões. Agradecemos sua participação.)

Anúncios

8 comentários em “Medo e Apego”

  1. Gratidão amigo!
    Em tempos como este, em que o padrão da terceira dimensão é justamente o apego ao dinheiro e o medo de que venha a faltar, um texto que nos evoque a Supremacia de Deus e que nos torna deuses também, é fundamental. Principalmente porque o medo gera pensamentos negativos, que por sua vez geram: raiva, depressão, indisponibilidade ao Bem comum, entre outras inseguranças e que não levam a Paz coletiva necessária a um Bem coletivo e que portanto geram menos energias de destruição. A Paz fundamenta-se numa coletividade segura, de pensamentos positivos, através do Amor ao próximo para a construção de um novo mundo, de uma terra em transição.
    Abraços!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s