Você é a Soma de seus Defeitos

android-primary2.jpg

Vivemos em um mundo feito triste. É certo que todos viemos aqui para aprender e não para tirar férias, mas a tristeza e esta forma de encarar o mundo com tamanha seriedade não é necessária. Ela serve apenas aos detentores do poder que procuram manter a todos infelizes para conseguir controlá-los.

Uma pessoa feliz jamais será submissa, jamais admitirá ser controlada. A felicidade sempre vem junto com o amor e com a liberdade !

Aqueles poucos que procuram o caminho do autodesenvolvimento, que procuram ser melhores, com frequência deparam-se com seu Ego, cheio de defeitos, e as culpas causadas por toda a repressão que a sociedade impõe.

Para quem busca a perfeição, encarar seus defeitos não é uma coisa boa. Geralmente procuramos negar nossos defeitos, e quando não conseguimos fazer isso e os encontramos frente a frente, não gostamos deles. Sentimos-nos mal por ter aquela coisa errada dentro de nós e logo procuramos reprimi-la, expulsá-la, nega-la e tirar da nossa frente de qualquer maneira.

Esta é a atitude errada. O Tantra nos ensina a amar todas as coisas, principalmente as que não gostamos e reprimimos.  Como você poderá aprender com uma coisa que você nega e reprime, com uma coisa que você não conhece ?

Então, o primeiro passo é você acolher os seus defeitos, amá-los, compreendê-los e a partir dai procurar transmutá-los. Disto faz parte o auto perdão, você se reconhecer como ser imperfeito e se perdoar por seus erros. Reconhecer suas fraquezas e defeitos e amar-se com elas é o primeiro passo para a mudança.

Pare e pense o que você é, você é todas as qualidades e coisas boas que você tem ou é todos os defeitos ?

As qualidades e coisas boas são da sua alma, são atributos de Deus, fazem parte do Todo e não são apenas suas. Se você fosse perfeito, seria um Deus e seria um com Ele. Não seria mais você !

E tudo que é perfeito já chegou ao ápice. Não tem mais para onde ir, está morto. A perfeição é a ausência de movimento, é a morte.

A verdadeira vida reside na imperfeição, no movimento de aprender e se desenvolver. Esta é a dinâmica do universo, este eterno movimento de energias, o fluxo constante. O Tantra nos ensina a sentir e ser Um com este fluxo, a ser movimento, ser a própria mudança.

Então, o que verdadeiramente lhe define e lhe dá vida são os seus defeitos. Se você não os tivesse , certamente não estaria aqui.

Digo isso porque os nossos defeitos são a coisa mais maravilhosa que possuímos, são o nosso verdadeiro tesouro e a razão de nossa existência.

Mas como em tudo, devemos amar tudo que nos é apresentado nesta realidade, e amar significa desapegar. Este é o amor verdadeiro, o único que existe.

Assim, devemos amar cada um de nossos defeitos, sem nenhuma culpa, compreende-los e a partir daí transmuta-los, transformá-los, fazer com que evoluam.

Podemos enxergar cada um destes defeitos como uma pessoa dentro de nós, que só estará pronta para nos deixar quando se compreender e se curar.

Este é o verdadeiro processo de autocura e evolução, baseado no auto perdão, na humildade de se reconhecer e no amor acima de todas as coisas. Reside basicamente na aplicação do amor sem nenhum julgamento, que é a essência do Tantra.

Para você ser feliz, basta se aceitar, basta se amar verdadeiramente, e tudo acontecerá …

Ame-se e ame principalmente seus defeitos, pois são eles que o definem !

Prama Shanti
dia 10 da Lua Espectral
no Anel da Semente Cristal
11-05-2018

Participe de nossos workshops, 
acelere a sua transformação de consciência,
seja mais Feliz e faça a diferença no mundo !

Para ver informações e depoimentos sobre nossos workshops,
clique nos links abaixo:

Prama Shanti: atendimento em São Paulo:

  • consultoria e aconselhamento;
  • atendimentos individuais com técnicas energéticas:
  • coerência cardíaca, respiração, meditação budista tradicional,
  • Tri-EB (reprocessamento da informação por estímulos bilaterais),
  • Reiki, imã-toque, cura prânica, cura quântica,
  • “Respiração dos 7 Chacras”,
  • alinhamento e energização dos chacras.

Agende uma palestra gratuita em sua instituição.
Informações: pramashanti@gmail.com. 

Anúncios

Sensibilidade ou Frieza

espelho-thumb-800x1196-14779a1.jpg

É comum ouvirmos queixas de pessoas sensíveis, por sofrerem demais.

Geralmente os conselhos que se ouvem, inclusive em livros de autoajuda, são de que deveriam ser menos sensíveis para não sofrer tanto. A grande maioria aconselha a frieza para evitar o sofrimento.

Mas é esta sensibilidade que nos permite apreciar as boas coisas da vida. Apreciar a beleza interior de nossos filhos e companheiros, a suavidade dos tons de uma flor, o seu cheiro. Levantar de manhã, olhar o Sol e se sentir revigorado. Ver um filme e se emocionar com a história. Apreciar uma obra de arte, a natureza. Toda a sutileza e as maiores belezas da vida nos são apresentadas através de nossa sensibilidade, da nossa capacidade de sentir os detalhes mais importantes que fazem toda a diferença na beleza das coisas.

É exatamente esta sensibilidade que nos traz o amor pelas pessoas, pela família e pela vida. É ela que dá todo o colorido à nossa existência.

Não há como ser frio com uma pessoa, ser frio em um relacionamento sem perder todo o resto. Fazer isso é morrer um pouco, é tentar regredir na escala da evolução.

As pessoas não conseguem se tornar menos sensíveis, pois ninguém involui. Conseguem apenas reprimir os sentimentos, gerar mais doenças e acumular mais energia reprimida em seu homem ou mulher interior. E isto terá o efeito inverso, pois esta energia reprimida desencadeará paixões mais intensas. É como acumular água em uma represa até que ele rompa e cause o estrago.

Esta repressão à sensibilidade é o caminho errado, pois não é a sensibilidade que faz as pessoas sofrerem.

O que causa o sofrimento é o apego por aquilo que se pensa amar.

Em vez de tentar se tornar mais frio, é preciso eliminar o apego. E este apego não tem nada a ver com o amor. Ninguém sofre por amar demais, porque o amor é puro e desapegado.

Na verdade todo este sofrimento é causado pelas pessoas que não amam, que se apegam ao outro pelo prazer proporcionado.

Nossa mente racional funciona na base do medo, na tentativa de garantir para o futuro tudo que nos faz bem.

Podemos estar tendo uma vida feliz. Se algo novo nos trouxer mais prazer e felicidade, vamos querer garantir este prazer e esta felicidade nos dias futuros. E agora já nos sentiremos infelizes se isto não for possível.

Isto é o apego, a luta constante do nosso Ego para garantir tudo aquilo que nos fez feliz um dia.

Quanto mais você for reprimido, mais forte será este apego, a repressão é uma negação ao seu prazer e o apego é exatamente a tentativa de garantir mais prazer no futuro. A repressão alimenta o apego.

Pessoas reprimidas e infelizes são as maiores vítimas das paixões, pois são as mais carentes de prazer.

Então, em vez de tentar se tornar mais frio, procure ser mais leve, mais feliz, procure se amar mais. Você terá mais prazer e consequentemente menos apego as outras coisas que te trazem prazer. Aí sim você poderá ser sensível, sentimental, aproveitar a vida em todas as sua cores, e não sofrer.

Comece se amando, é inicio desta jornada de felicidade.

Prama Shanti
dia 7 da Lua Espectral
no Anel da Semente Cristal
08-05-2018

Participe de nossos workshops, 
acelere a sua transformação de consciência,
seja mais Feliz e faça a diferença no mundo !

Para ver informações e depoimentos sobre nossos workshops,
clique nos links abaixo:

Prama Shanti: atendimento em São Paulo:

  • consultoria e aconselhamento;
  • atendimentos individuais com técnicas energéticas:
  • coerência cardíaca, respiração, meditação budista tradicional,
  • Tri-EB (reprocessamento da informação por estímulos bilaterais),
  • Reiki, imã-toque, cura prânica, cura quântica,
  • “Respiração dos 7 Chacras”,
  • alinhamento e energização dos chacras.

Agende uma palestra gratuita em sua instituição.
Informações: pramashanti@gmail.com.