Terapêutica Tântrica

0

A palavra Tantra é pouco conhecida pelo público em geral, e normalmente o pouco que se conhece não tem nada a ver com seu significado real. Mencioná-la causa desconforto e olhares desconfiados. E falar em Terapia Tântrica é quase sinônimo de sexo.

O terapeuta tântrico trabalha com as suas energias e condicionamentos, e não com sexo. Seu papel é o de desprogramar conceitos, quebrar paradigmas e limpar seu corpo dos condicionamentos que ele tenha a respeito dos estímulos que recebe. Isto é feito com técnicas que dissociam suas sensações de prazer do conceito de sexo e alteram a bioquímica e a percepção que temos do nosso corpo.

O terapeuta tântrico trabalha com a sua sexualidade, não com sexo. Para isso o Tantra utiliza uma série de recursos que foram sistematizados nessa terapêutica milenar. Uma dessas ferramentas são as meditações. Elas ajudam a dissolver as couraças que as emoções ruins, as repressões e outras experiências criam no nosso corpo, tornando-o mais leve, limpando-o das somatizações que esses sentimentos desagradáveis possam causar. Além disso, essas meditações trabalham a produção hormonal de diversas glândulas, gerando descargas de serotonina, oxitocina e outros hormônios ligados ao prazer e à alegria.

Outro recurso utilizado é a massagem tântrica. Ela tem propósitos diferentes de uma massagem convencional, sua função é trazer novas sensações e re-significar o prazer sentido pelo corpo. Em uma primeira etapa, a massagem tântrica busca espalhar a sensação orgástica por todo o organismo, encadeando nesse processo agrupamentos musculares nunca antes utilizados no orgasmo. Sim, é possível sentir o orgasmo – essa reação bioelétrica – em músculos do corpo todo, não apenas nos genitais. Esse encadeamento ajuda a intensificar, prolongar e expandir o efeito terapêutico do orgasmo. A partir daí a massagem pode ser usada para tonificar e fortalecer os músculos genitais, possibilitando-os sustentar níveis maiores de bioenergia. Um dos principais motivos das relações durarem tão pouco, ou gerarem orgasmos sem intensidade são os músculos sexuais hipotônicos. Assim como um atleta precisa preparar seu corpo e sua musculatura para aguentar um maior nível de exigência, os músculos vaginais e penianos também precisam de tonificação para sustentarem mais energia, provocando orgasmos muito mais intensos.

É difícil pensar em orgasmo sem pensar em sexo, mas o sexo é apenas uma das formas de se atingir o orgasmo. O Tantra trabalha estas outras formas. São criados poderosos orgasmos reflexivos que fazem com que a energia da kundalini circule pelo seu corpo por caminhos desconhecidos, alterando toda a sua bioquímica. Este orgasmo não possui os limites físicos do orgasmo sexual, podendo ser prolongado e repetido inúmeras vezes. Neste trabalho, o terapeuta trabalha alterando o caminho da energia kundalini pelo corpo, tonificando partes diferentes e causando novas sensações, que são resignificadas pelo cérebro. O terapeuta literalmente conversa com o corpo do paciente ensinando novos caminhos e sensações e abrindo novos portais de consciência.

Esse desenvolvimento tem se mostrado muito útil no tratamento de várias disfunções sexuais, tanto masculinas como femininas – anorgasmia, problemas de ereção, ejaculação precoce, dispareunia, entre outros. Não apenas isso, a prática dessa terapêutica – por mexer com a bioquímica do cérebro, produção hormonal e outros aspectos da sensibilidade – pode levar a pessoa a outros estados de consciência, ou seja, apresenta caráter meditativo.

Todo esse processo acaba por alterar a maneira que você encara a sexualidade e o mundo a sua volta. Ele tira o foco do orgasmo psicogênico – aquele no qual precisamos usar a mente e suas fantasias – e reativa o centro sexual original do nosso corpo, localizado na base da nossa coluna, justamente na área onde se encontra o chacra Swadhisthana. Uma jornada que nos tira dos pensamentos e artifícios da mente e nos leva às sensações do corpo e ao nosso Eu interior.

Seja como tratamento de problemas e disfunções, seja como um caminho de autoconhecimento, conhecer a terapêutica tântrica pode ser uma experiência libertadora.

(baseado em textos da internet)

Prama Shanti: atendimento em São Paulo:

  • consultoria e aconselhamento;
  • atendimentos individuais com técnicas energéticas:
  • coerência cardíaca, respiração,
  • Tri-EB (reprocessamento da informação por estímulos bilaterais),
  • reiki, imã-toque, cura prânica, cura quântica.

Agende uma palestra gratuita em sua instituição.
Informações: pramashanti@gmail.com. 

Anúncios

2 opiniões sobre “Terapêutica Tântrica”

  1. Olá pela primeira vez tive contato com o vosso site que desde já fica a aqui a minha opinião muito positiva e francamente muito ao meu género simples e pragmático. Não é fácil encontrar sites assim, e que falem de terapias tântricas, há muito que gostaria de saber mais acerca desse tema mas também não é fácil encontrar muita coisa quer seja na net ou em livros, ou estarei eu enganada? Caso possam facilitar-me o nome de alguns livros seria ótimo. De qualquer forma Parabéns pela informação 5 estrelas. Um abraço de Luz

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s