Arquivo da categoria: Sem categoria

Pulsação Tibetana Yoga – A Cura pelo “Fogo Frio”

anand-sujay.jpg

O que é isto no Nosso Sistema nervoso que cria o mundo a nossa volta?

Na nossa vida diária a mente está no comando. Na Pulsação Tibetana a mente deixa seu posto e o coração ocupa a direção do barco.  O coração possui uma inocência, a mente se apega aos problemas. Em razão desses apegos podemos experienciar somente metade da nossa alegria, amor e prazer, enquanto a mente funcionar sempre em dualidades. O padrão ocorre assim: certo-errado; sim-não; bom-mal, etc… Se temos uma experiência positiva nós queremos nos agarrar a ela, mas a função da nossa mente nos força a experimentar algo negativo em seguida!

De Coração para Coração 

A mente vive continuamente em dualidade.  O coração vive somente no momento. Ele não conhece nada sobre direita-esquerda, alto-baixo, dentro-fora, e nem trabalha com separação mas sim para unir e se dissolver com outros corações. Se 10 ou 100 pessoas se dão as mãos e sentem o mesmo pulso, eles se tornam um único coração. Essa energia vital sentida é chamada de bio-elétrica.

Pelo nosso condicionamento acreditamos que a energia experimentada na relação sexual está restrita aos nossos genitais. Mas, na realidade, nós podemos senti-la por todo o corpo, e esta é a ferramenta mais poderosa que temos para nos livrar da dor, do sofrimento emocional e dos problemas psicológicos. Todas essas dificuldades pessoais se manifestam no nosso sistema nervoso como bloqueios bio-elétricos.

O poder para dissolver esses bloqueios vêm de uma meditativa combinação da nossa energia vital com o pulso do nosso coração. Isto produz um “Fogo Frio” que ativa nossas forças internas de Cura e torna possível para nós apagarmos os programas negativos do nosso sistema nervoso.

A energia positiva dos nossos corações, neutraliza a energia negativa do nosso sistema nervoso, através do relaxamento prazeroso. A dor é transformada em prazer, sofrimento em alívio, e medo em êxtase.

A energia bio-elétrica no nosso sistema nervoso corre através dos ossos, do esqueleto, exatamente como a eletricidade comum percorre os fios. Assim, a Pulsação Tibetana pode fazer um bom uso da nossa da estrutura básica em busca de um equilíbrio tão desejado.

A Técnica:

Por uma “Mente Nova”: uma nova flor, um novo desabrochar chega para existir.

A Pulsação Tibetana alinha, limpa e revitaliza os nosso centros energéticos. Seu potencial está na combinação da energia vital com o pulso do coração que é o gerador de ondas bio-elétromagnéticas, responsáveis pela cura e pela percepção sutil.

Utilizando toques firmes, prolongados e profundo em regiões do esqueleto, em um ambiente adequado, que inspire confiança que promova entrega, aceitação; com numa atitude amorosa, intensificamos o nosso fluxo da energia vital ao nos conectarmos adequadamente uns aos outros. Numa onda de energia, numa grande ducha vinda de dentro para fora, esse “Fogo Frio” varre tudo o que não deve estar no corpo sem danificar qualquer tecido, abrindo um campo inteiramente novo ao perceber e  sentir.

Eliminamos do nosso sistema nervoso as cargas energéticas negativas, dissolvemos as armaduras emocionais das várias camadas do nosso ser, voltamos ao estado de equilíbrio, resgatamos o acesso ao fluxo de energia natural e o estado de plenitude pode se manifestar.

 De Onde Vem:

Da medicina Tibetana-Chinesa, de origem milenar, utilizada nos mosteiros e trazida para o ocidente pelo venerável lama Kalu Rinpoche, foi adequada para a nossa cultura ocidental por Sw. Shantam Dheeraj. Com a finalidade de dar fim ao sofrimento e promover o crescimento pessoal,  têm surpreendido e maravilhado a todos que com ela vem se beneficiando, pela forma suave e natural de tratar as desordens de ordem física, emocional e mental.

download.jpg
Venerável Kalu Rinpoche
Shantam Dheeraj.jpg                          
Sw. Shantam Dheeraj apresentando a “bandeira”                   
da Pulsação Tibetana para a Sua Santidade
o Dalai Lama em Poona, India

O Aspecto Sublime na Pulsação Tibetana Yoga

“Liberar energias coaguladas do nosso sistema, limpar e reorganizar nosso Campo Energético, é função sutil e sublime da Pulsação Tibetana Yoga.

Nos habilita sintonizar frequências mais altas, quando passamos a experimentar um eu mais expandido, quando um estado de maior alerta passa a se evidenciar.

Um novo e diferente nível de percepção se instala, que naturalmente desbanca nossas antigas crenças e padrões limitantes, deixando estes de ter o costumeiro poder anterior de conduzir nossas ações.

Uma reorientação neuro biológica ocorreu!

E em um nível de consciência mais elevado ficamos muito próximos de vivenciar o Eu Autêntico.” 

Taruna
Realizou sua formação na Índia, junto a Osho, entre 1987 e 1992.
Fez parte da equipe do OSHO Institute of Tibetan Pulsing Healing, na OSHO Multiversity,

 

  • Workshop de Pulsação Tibetana em São Paulo
    com Taruna

    dias 9, 10 e 11 de novembro
    na Escola de Deuses

    * apenas 12 participantes

    informações pelo telefone (11) 98166.3377

Anúncios

Por que Relacionar-se ?

wVR04 o 800x800.jpg

Vocês todos vivem correndo atrás da felicidade. Vivem neste frenesi de medo, procurando garantir-se contra tudo, achando que precisam ter tudo sob seu controle para serem felizes.

Vivem no medo da doença, da falta de dinheiro e da solidão.

É triste ver como se perderam de si mesmos. Colocaram todas as suas esperanças do lado de fora, em um plano de saúde que nunca funciona, num banco que pode quebrar e num outro que deve ter a chave da sua felicidade.

Passam a vida correndo atrás de uma ilusão distante, quando todas as respostas estão dentro de vocês.

Esqueceram que a beleza da vida esta justamente em não ter o controle, pois o controle nos controla. Esta tentativa de manter tudo sob controle é justamente o que lhe controla, o que lhe mantém com o foco no material, no 3D, e lhe escraviza.

Experimente não ter controle sobre nada, está é a suprema liberdade, a entrega ao todo, ao seu Deus. É entregar-se ao fluxo do Universo, sentir-se flutuando nas ondas do Todo, ser leve, viver a vida com leveza, um dia de cada vez e celebrar profundamente cada momento, com a certeza de que é apenas isto que você possui. Sim, o que verdadeiramente possuímos é apenas este momento de agora, nada mais existe além dele.

E a felicidade está exatamente nisso, ela vem da liberdade completa. Ninguém pode ser feliz se não for livre.

Você não está aqui para ser uma ilha, precisa se relacionar com as pessoas. Tudo que você adquirir deve ser compartilhado. Tudo que você compartilha torna-se inesgotável. Você tem apenas o que compartilha, o resto não é seu, é apenas uma ilusão.

O verdadeiro relacionamento surge quando você compartilha, pois compartilhar é a doação suprema: você doa o que tem e junto dá uma parte de você. Você dá incondicionalmente, pois você vai junto e não espera nada em troca. É o verdadeiro amor incondicional, não há expectativa de retribuição, pois você doou uma parte de você e está junto com quem recebeu.

Você está aqui e lá, tornou-se onipresente, tornou-se amor e espalhou-se no outro.

Este é o verdadeiro sentido do relacionamento, doar-se e ser um com o outro. E somente quem aprendeu a viver em liberdade, sem medos, é capaz disto.

Então, liberte-se, abandone seus medos e venha ser Feliz, venha ser Amor !

Prama Shanti
dia 12 da Lua Magnética
06-08-2018

Participe de nossos workshops, 
acelere a sua transformação de consciência,
seja mais Feliz e faça a diferença no mundo !

Para ver informações e depoimentos sobre nossos workshops,
clique nos links abaixo:

Prama Shanti: atendimento em São Paulo:

  • consultoria e aconselhamento;
  • atendimentos individuais com técnicas energéticas:
  • coerência cardíaca, respiração, meditação budista tradicional,
  • Tri-EB (reprocessamento da informação por estímulos bilaterais),
  • Reiki, imã-toque, cura prânica, cura quântica,
  • “Respiração dos 7 Chacras”,
  • alinhamento e energização dos chacras.

Agende uma palestra gratuita em sua instituição.
Informações: pramashanti@gmail.com. 

Você é a Soma de seus Defeitos

android-primary2.jpg

Vivemos em um mundo feito triste. É certo que todos viemos aqui para aprender e não para tirar férias, mas a tristeza e esta forma de encarar o mundo com tamanha seriedade não é necessária. Ela serve apenas aos detentores do poder que procuram manter a todos infelizes para conseguir controlá-los.

Uma pessoa feliz jamais será submissa, jamais admitirá ser controlada. A felicidade sempre vem junto com o amor e com a liberdade !

Aqueles poucos que procuram o caminho do autodesenvolvimento, que procuram ser melhores, com frequência deparam-se com seu Ego, cheio de defeitos, e as culpas causadas por toda a repressão que a sociedade impõe.

Para quem busca a perfeição, encarar seus defeitos não é uma coisa boa. Geralmente procuramos negar nossos defeitos, e quando não conseguimos fazer isso e os encontramos frente a frente, não gostamos deles. Sentimos-nos mal por ter aquela coisa errada dentro de nós e logo procuramos reprimi-la, expulsá-la, nega-la e tirar da nossa frente de qualquer maneira.

Esta é a atitude errada. O Tantra nos ensina a amar todas as coisas, principalmente as que não gostamos e reprimimos.  Como você poderá aprender com uma coisa que você nega e reprime, com uma coisa que você não conhece ?

Então, o primeiro passo é você acolher os seus defeitos, amá-los, compreendê-los e a partir dai procurar transmutá-los. Disto faz parte o auto perdão, você se reconhecer como ser imperfeito e se perdoar por seus erros. Reconhecer suas fraquezas e defeitos e amar-se com elas é o primeiro passo para a mudança.

Pare e pense o que você é, você é todas as qualidades e coisas boas que você tem ou é todos os defeitos ?

As qualidades e coisas boas são da sua alma, são atributos de Deus, fazem parte do Todo e não são apenas suas. Se você fosse perfeito, seria um Deus e seria um com Ele. Não seria mais você !

E tudo que é perfeito já chegou ao ápice. Não tem mais para onde ir, está morto. A perfeição é a ausência de movimento, é a morte.

A verdadeira vida reside na imperfeição, no movimento de aprender e se desenvolver. Esta é a dinâmica do universo, este eterno movimento de energias, o fluxo constante. O Tantra nos ensina a sentir e ser Um com este fluxo, a ser movimento, ser a própria mudança.

Então, o que verdadeiramente lhe define e lhe dá vida são os seus defeitos. Se você não os tivesse , certamente não estaria aqui.

Digo isso porque os nossos defeitos são a coisa mais maravilhosa que possuímos, são o nosso verdadeiro tesouro e a razão de nossa existência.

Mas como em tudo, devemos amar tudo que nos é apresentado nesta realidade, e amar significa desapegar. Este é o amor verdadeiro, o único que existe.

Assim, devemos amar cada um de nossos defeitos, sem nenhuma culpa, compreende-los e a partir daí transmuta-los, transformá-los, fazer com que evoluam.

Podemos enxergar cada um destes defeitos como uma pessoa dentro de nós, que só estará pronta para nos deixar quando se compreender e se curar.

Este é o verdadeiro processo de autocura e evolução, baseado no auto perdão, na humildade de se reconhecer e no amor acima de todas as coisas. Reside basicamente na aplicação do amor sem nenhum julgamento, que é a essência do Tantra.

Para você ser feliz, basta se aceitar, basta se amar verdadeiramente, e tudo acontecerá …

Ame-se e ame principalmente seus defeitos, pois são eles que o definem !

Prama Shanti
dia 10 da Lua Espectral
no Anel da Semente Cristal
11-05-2018

Participe de nossos workshops, 
acelere a sua transformação de consciência,
seja mais Feliz e faça a diferença no mundo !

Para ver informações e depoimentos sobre nossos workshops,
clique nos links abaixo:

Prama Shanti: atendimento em São Paulo:

  • consultoria e aconselhamento;
  • atendimentos individuais com técnicas energéticas:
  • coerência cardíaca, respiração, meditação budista tradicional,
  • Tri-EB (reprocessamento da informação por estímulos bilaterais),
  • Reiki, imã-toque, cura prânica, cura quântica,
  • “Respiração dos 7 Chacras”,
  • alinhamento e energização dos chacras.

Agende uma palestra gratuita em sua instituição.
Informações: pramashanti@gmail.com. 

Sensibilidade ou Frieza

espelho-thumb-800x1196-14779a1.jpg

É comum ouvirmos queixas de pessoas sensíveis, por sofrerem demais.

Geralmente os conselhos que se ouvem, inclusive em livros de autoajuda, são de que deveriam ser menos sensíveis para não sofrer tanto. A grande maioria aconselha a frieza para evitar o sofrimento.

Mas é esta sensibilidade que nos permite apreciar as boas coisas da vida. Apreciar a beleza interior de nossos filhos e companheiros, a suavidade dos tons de uma flor, o seu cheiro. Levantar de manhã, olhar o Sol e se sentir revigorado. Ver um filme e se emocionar com a história. Apreciar uma obra de arte, a natureza. Toda a sutileza e as maiores belezas da vida nos são apresentadas através de nossa sensibilidade, da nossa capacidade de sentir os detalhes mais importantes que fazem toda a diferença na beleza das coisas.

É exatamente esta sensibilidade que nos traz o amor pelas pessoas, pela família e pela vida. É ela que dá todo o colorido à nossa existência.

Não há como ser frio com uma pessoa, ser frio em um relacionamento sem perder todo o resto. Fazer isso é morrer um pouco, é tentar regredir na escala da evolução.

As pessoas não conseguem se tornar menos sensíveis, pois ninguém involui. Conseguem apenas reprimir os sentimentos, gerar mais doenças e acumular mais energia reprimida em seu homem ou mulher interior. E isto terá o efeito inverso, pois esta energia reprimida desencadeará paixões mais intensas. É como acumular água em uma represa até que ele rompa e cause o estrago.

Esta repressão à sensibilidade é o caminho errado, pois não é a sensibilidade que faz as pessoas sofrerem.

O que causa o sofrimento é o apego por aquilo que se pensa amar.

Em vez de tentar se tornar mais frio, é preciso eliminar o apego. E este apego não tem nada a ver com o amor. Ninguém sofre por amar demais, porque o amor é puro e desapegado.

Na verdade todo este sofrimento é causado pelas pessoas que não amam, que se apegam ao outro pelo prazer proporcionado.

Nossa mente racional funciona na base do medo, na tentativa de garantir para o futuro tudo que nos faz bem.

Podemos estar tendo uma vida feliz. Se algo novo nos trouxer mais prazer e felicidade, vamos querer garantir este prazer e esta felicidade nos dias futuros. E agora já nos sentiremos infelizes se isto não for possível.

Isto é o apego, a luta constante do nosso Ego para garantir tudo aquilo que nos fez feliz um dia.

Quanto mais você for reprimido, mais forte será este apego, a repressão é uma negação ao seu prazer e o apego é exatamente a tentativa de garantir mais prazer no futuro. A repressão alimenta o apego.

Pessoas reprimidas e infelizes são as maiores vítimas das paixões, pois são as mais carentes de prazer.

Então, em vez de tentar se tornar mais frio, procure ser mais leve, mais feliz, procure se amar mais. Você terá mais prazer e consequentemente menos apego as outras coisas que te trazem prazer. Aí sim você poderá ser sensível, sentimental, aproveitar a vida em todas as sua cores, e não sofrer.

Comece se amando, é inicio desta jornada de felicidade.

Prama Shanti
dia 7 da Lua Espectral
no Anel da Semente Cristal
08-05-2018

Participe de nossos workshops, 
acelere a sua transformação de consciência,
seja mais Feliz e faça a diferença no mundo !

Para ver informações e depoimentos sobre nossos workshops,
clique nos links abaixo:

Prama Shanti: atendimento em São Paulo:

  • consultoria e aconselhamento;
  • atendimentos individuais com técnicas energéticas:
  • coerência cardíaca, respiração, meditação budista tradicional,
  • Tri-EB (reprocessamento da informação por estímulos bilaterais),
  • Reiki, imã-toque, cura prânica, cura quântica,
  • “Respiração dos 7 Chacras”,
  • alinhamento e energização dos chacras.

Agende uma palestra gratuita em sua instituição.
Informações: pramashanti@gmail.com. 

Tratamento Tântrico da Paixão

together_in_eternal_divinity___by_budhufakir-d4jha1k.jpg

Vivemos na ditadura do racional, dos apegos e das ilusões.

No afã de conquistar posições na sociedade, as pessoas passam por cima do seu Eu interior como uma patrola, não se escutam mais e se violentam a cada dia.

Não se escutam, não se respeitam e racionalizam tudo. Acham que racionalizando estão resolvendo. Esquecem-se das limitações desta mente racional, que sabe apenas o que já viveu, e que a verdadeira criatividade é um insight da alma, da mente superior. Fecham-se para o que está acima, mas felizmente não conseguem fechar-se para o que está abaixo.

Sim, felizmente nosso Ser possui mecanismos para lhe sacudir, quando você acha que está no domínio de tudo.

A Paixão é o nosso propulsor desta dimensão, é o que nos dá a força criativa e também é o que pode nos destruir. “Dominar nossas paixões”: isto está em muitos manuais de aprendiz de antigas ordens esotéricas, mas poucos compreendem o seu real significado.

A Paixão usa toda sua força vital, está logo acima do chacra raiz Muladhara (que absorve a energia da terra), no chacra umbilical Swadisthana, na área conhecida como Hara. Controla toda a sua vitalidade, gera emoções que lhe tomam de assalto e onde sua mente racional nada pode.

A Paixão cria sua própria identidade dentro de você e compete com seu Ego. Confunde-lhe com seus próprios pensamentos e decisões. É outra pessoa dentro de você, com suas próprias vontades e toma decisões por você, indiferente a sua razão.

Cria os desejos em seu chacra do plexo solar Manipura, toma conta do seu corpo e lhe move na direção do desejo.

Quanto contrariada, gera sintomas no estomago e no plexo solar, e lhe faz refém destes, confundindo ainda mais seus pensamentos.

Quando construtiva, a paixão é altamente benéfica e impulsiona a sua vida. Mas quando destrutiva, pode acabar com os sonhos de uma vida, e hoje é considerada uma doença semelhante ao alcoolismo, inclusive na forma de tratar.

A paixão é uma projeção de atributos inconscientes de sua própria personalidade na outra pessoa, e esta luta é difícil porque é uma luta contra uma parte de você.

Dar-se conta de que se está doente é o primeiro passo para a cura. Ter consciência de que você não tem mais o domínio de sua razão.

O segundo é procurar ajuda, ser humilde e submeter-se ao aconselhamento permanente de um terapeuta qualificado, que lhe acompanhe em todo o processo.

Não é um caso que possa ser tratado apenas em consultório, pois a mente de quem tem a paixão torna-se confusa e oscilante, e muda a cada hora.

Tenho utilizado técnicas de meditação e também técnicas tântricas de controle da energia psíquica da Kundalini, para mover as energias emocionais do segundo chacra e as energias de desejo do terceiro chacra, para os chacras superiores, com ótimos resultados.

A repressão dos sintomas, nunca é o caminho, mas sim a sua transmutação e ressignificação. E o movimento das energias da Kundalini causa as transformações de consciência necessárias.

Como em todo tratamento, sempre há retrocessos e avanços. Como acontece com o alcoolismo, não é um tratamento fácil, mas com perseverança e humildade, pode ser vencido e deixa muitas lições de vida.

Um fator fundamental no tratamento é o amor e o acolhimento em todos os momentos, pois a pessoa que tem uma paixão destrutiva torna-se carente, depressiva e muitas vezes volta-se contra seu terapeuta, que passa a representar uma ameaça à sua Paixão.

A humildade, o amor e a vontade de recomeçar em ambos os lados são essenciais no tratamento, e quando presentes garantem o sucesso e o retorno por parte do paciente a uma vida plena e feliz.

Assim seja !

Prama Shanti
dia 27 da Lua Planetária
no Anel da Semente Cristal
30-04-2018

Participe de nossos workshops, 
acelere a sua transformação de consciência,
seja mais Feliz e faça a diferença no mundo !

Para ver informações e depoimentos sobre nossos workshops,
clique nos links abaixo:

Prama Shanti: atendimento em São Paulo:

  • consultoria e aconselhamento;
  • atendimentos individuais com técnicas energéticas:
  • coerência cardíaca, respiração, meditação budista tradicional,
  • Tri-EB (reprocessamento da informação por estímulos bilaterais),
  • Reiki, imã-toque, cura prânica, cura quântica,
  • “Respiração dos 7 Chacras”,
  • alinhamento e energização dos chacras.

Agende uma palestra gratuita em sua instituição.
Informações: pramashanti@gmail.com. 

Relacionando-se com Felicidade

image.jpg

 Vocês querem ser felizes, todos querem ser felizes, e isto é certo.

Mas vocês agem como crianças. Primeiro confundem felicidade com alegria.

Alegria é uma coisa momentânea, passageira. É boa, mas não é felicidade.

Felicidade é algo maior, que vem de dentro quando você tem a certeza de que sua vida tem sentido, sabe que está fazendo a diferença neste mundo.

Também acham que para ser feliz é preciso estar acompanhado.

Dai surge esta necessidade, esta pré-condição, essa busca por um parceiro.

É claro que não viemos aqui para ficar sozinhos, mas a necessidade de ter um companheiro não é esta !

Vocês não sabem exatamente porque se relacionam, acham que sua felicidade esta no outro e buscam relacionar se como mendigos, pedindo esmolas. São relacionamentos doentes, de mutua dependência. Vocês constroem prisões ao seu redor e se tornam infelizes.

Buscam ardentemente por aprisionarem-se e morrem por dentro. Tornam-se zumbis sem vida, andam pelas ruas como robôs, no piloto automático, totalmente esvaziados de vida.

Como não tem mais nada dentro de vocês, passam a olhar para fora por uma salvação. Esperam encontrar a felicidade do lado de fora, no carro novo, no tênis novo, nas roupas novas, nas festas e bebidas. Os outros passam a ser mais importante que você.

Seu planeta está mudando, você precisa mudar ou não terá mais espaço aqui. Está na hora de dar valor a sua vida.

Os relacionamentos são baseados em amor e afeto.

Você precisa ter amor por todos. Este amor que você tem por todos é o amor que você terá por seu parceiro. Só existe um amor, que é este amor por todos. Todo o resto é um apego egoísta e não amor.

Mas tudo bem, estamos aqui exatamente porque não somos perfeitos e temos estes apegos egoístas. É normal que você os tenha, mas também é importante que você saiba que isto não é amor para poder relacionar-se de verdade.

O que realmente diferencia os relacionamentos é o afeto, é aquilo no outro lhe afeta. Lhe afeta a gera emoções, mexe com você por dentro. E isto não é consciente, você não escolhe.

Este afeto é o que cria novas situações e torna o relacionamento criativo, que faz você crescer.

E o sexo é um destes afetos, e é separado dos outros. Todos os afetos são independentes. O sexo e apenas mais um destes afetos.

São estes afetos que faz você passar por uma pessoa na rua a acha-la simpática ou antipática. Eles são inconscientes.

Alguns destes afetos são mais intensos e fazem você querer estar mais tempo com a outra pessoa, pois lhe afetam positivamente, lhe trazem prazer.

A sociedade convencionou que se você sentir alguns afetos por uma pessoa, não poderá sentir pelas outras, mas isto não esta na sua natureza.

A alma é livre por natureza e não conhece restrições. Quando você constrói muros a sua volta, mata a expressão da sua alma e a afasta de você. Passa a viver mais como animal e menos como ser humano.

Permita-se sentir os afetos que cada pessoa causa em você. É por isso que você usa este corpo, para aprender com estes afetos. Deixe que eles fluam pelo seu corpo e sua mente e aprenda com eles.

É assim que você começa a sentir o outro, a conectar-se com ele e ser um com ele. Não permita que uma coisa boa, que é feita para fazer a alma respirar se transforme numa prisão.

Permita-se amar verdadeiramente, seja Feliz !

Prama Shanti
dia 11 da Lua Solar
no Anel da Semente Cristal
17-03-2018

Participe de nossos workshops, 
acelere a sua transformação de consciência,
seja mais Feliz e faça a diferença no mundo !

Para ver informações e depoimentos sobre nossos workshops,
clique nos links abaixo:

Prama Shanti: atendimento em São Paulo:

  • consultoria e aconselhamento;
  • atendimentos individuais com técnicas energéticas:
  • coerência cardíaca, respiração, meditação budista tradicional,
  • Tri-EB (reprocessamento da informação por estímulos bilaterais),
  • Reiki, imã-toque, cura prânica, cura quântica,
  • “Respiração dos 7 Chacras”,
  • alinhamento e energização dos chacras.

Agende uma palestra gratuita em sua instituição.
Informações: pramashanti@gmail.com.